Serial Killers: Pedrinho, O Matador, é Preso em Santa Catarina

Camboriú, Santa Catarina | 15 de Setembro de 2011 Foi preso na tarde desta quinta-feira (15/09) em Camboriu, Santa Catarina, o maior serial killer brasileiro: Pedrinho, O Matador. Pedrinho...
Camboriú, Santa Catarina | 15 de Setembro de 2011

Foi preso na tarde desta quinta-feira (15/09) em Camboriu, Santa Catarina, o maior serial killer brasileiro: Pedrinho, O Matador. Pedrinho estava solto desde 2007 depois de passar mais de 30 anos na cadeia. Desde então seu destino era uma incógnita. 

Estima-se que Pedrinho tenha assassinado mais de 100 pessoas (inclusive o próprio pai, o qual estripou o seu coração, mordeu e cuspiu fora o pedaço arrancado na mordida), o número é incerto. Também conhecido como “O Justiceiro” por apenas matar assassinos e bandidos, Pedrinho foi condenado a 128 anos de prisão. Foi preso no começo dos anos 70 e passou toda sua vida adulta atrás das grades. Apesar de ter cumprido toda sua pena, ele foi preso hoje devido a uma condenação dada em agosto último por participação em seis motins e por privação de liberdade de um agente carcerário durante uma das rebeliões.

Por medidas de segurança, o local onde Pedrinho está preso foi mantido em sigilo pela polícia catarinense. A Polícia ainda não sabe se Pedrinho será transferido para São Paulo, Estado onde foi emitido o mandado de prisão.

Fatos


Pedrinho foi sem dúvida o homem mais temido e perigoso da história do sistema prisional brasileiro. Sua história não deixa mentir. Ainda adolescente, Pedrinho Matador invadiu uma festa de casamento e matou 7 pessoas em busca de vingança pelo assassinato de sua namorada.

No primeiro dia atrás das grades matou o bandido mais temido da cadeia.

Em um de seus vários julgamentos de seus assassinatos ao ser questionado pelo Juiz o porquê de duas mortes, Pedrinho disse:

“Eu não fui com a cara dele”.

“Ele roncava demais”.

Ao ser preso em 1997, Francisco Pereira, o Maníaco do Parque, foi mandado para o mesmo presidio onde Pedrinho já estava a duas décadas. Em entrevista a um canal de TV, Pedrinho disse:

“Hoje o meu maior sonho é ficar sozinho com ele, o meu sonho é quebrar aquele pescoço. O que ele fez não se faz não. Matou um monte de menininha indefesa. Tenho ódio.”

Possui várias tatuagens no corpo. Dentre elas uma frase destaca-se:

“Mato por prazer”

Entrevistado certa vez Pedrinho disse sobre matar:

É um vício, um hábito…eu gosto de matar na faca, mas quando não tem vai na mão mesmo”.

Sua fama de justiceiro justifica-se por algumas de suas frases:

“Esses caras vem pra cá (cadeia) comer de graça… tudo bandido, estuprador… se deixar eu perto eu mato mesmo, não gosto de bandido perto de mim não.”

Algumas de suas brigas dentro da prisão ficaram famosas como as com Hosmany Ramos e o Bandido da Luz Vermelha.

Hosmany Ramos. À esquerda ao ser preso por assalto a banco e assassinato e à direta após sair da prisão. Hosmany Ramos era um médico famoso, trabalhava com o um dos maiores nomes do mundo na cirurgia plástica, Ivo Pitanguy, e frequentava a alta sociedade carioca nos anos 70. Vindo de família rica, nunca precisou de dinheiro. Mas em 1981 o Brasil inteiro se surpreendeu quando ele foi preso por assalto e homicídio. Em 1996 saiu em liberdade condicional e participou de um sequestro. Foi condenado a mais 32 anos de prisão. Em 2008 aproveitou o indulto de Natal e fugiu para a Islândia, foi extradito e continua preso.

Em meados dos anos 90 Pedrinho tentou matar Hosmany Ramos. Ramos havia delatado para o diretor do presídio uma fuga de presos que aconteceria na Penitenciária. Pedrinho foi falar com ele e levou um soco na boca. Ramos foi salvo da morte por um grupo de carcerários que interviram na briga. Começava ai uma guerra particular entre os dois. Tempos depois, Ramos mandou um bolo envenenado para Pedrinho que foi salvo depois de engolir uma lata inteira de leite em pó para desintoxicar.

Na foto à esquerda em 1978, Hosmany Ramos com a socialite carioca Beki Klabin e na foto à direita com o ex-presidente Fernando Collor e Lilibeth Monteiro de Carvalho

Com outro famoso bandido brasileiro, o Bandido da Luz Vermelha, Pedrinho teve suas rixas.

“Dei uma paulada na cabeça dele. Foi uma particular entre eu e ele. Ele era muito pilantra.”

João Acácio Pereira da Costa, O Bandido da Luz Vermelha. Notório assassino brasileiro que espalhou o terror em São Paulo nos anos 70 com uma onda de assaltos, estupros e assassinatos. Foi condenado a mais de 350 anos de prisão. Foi solto em 1997, aos 55 anos de idade, e foi para a cidade de Ananindeua no Pará. Quatro meses depois foi morto em Joinville com um tiro de espingarda depois de tentar estuprar a mãe de um tratador de animais.

Na ficha de vítimas de Pedrinho tem de tudo: prefeito de sua cidade natal, vigia de escola, o próprio pai (que matou sua mãe), traficantes… mas as vítimas preferidas dele são os estupradores. Segundo ele, só nesse “filão de mercado”, já se foram “uns 27”.

“Pedrinho é um psicopata frio, que fala com naturalidade sobre as mortes, sem nenhum remorso”, diz o psiquiatra Antonio José Elias Andraus, hoje com 78 anos de idade. Ele foi um dos médicos que analisou a mente do matador quando estava na Casa de Custódia de Taubaté.

“Você entrava na cela sozinho com ele e ele não seria capaz de levantar a mão. Era um sujeito bom de papo, educado mesmo. Nunca, até onde sei, levantou a mão para ninguém que trabalhava lá. Mas com os bandidos fazia justiça, como ele próprio dizia. Era alguém que via um cara morrendo e ria. Não sentia nada.”

Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador na penitenciária em 1991. Pedrinho tem, digamos, um senso de justiça. Segundo diz (e o perfil de suas vítimas confirma sua fala), nunca matou mulher ou criança. Acha errado. Mata só homem “que não presta”, criminosos, assassinos e estupradores. Gente que, em seu sistema moral, deveria morrer.

Informações:


 Nome: Pedro Rodrigues Filho

 Conhecido Como: Pedrinho, O Matador, O Justiceiro

 Nascimento: 1954. Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais (57 anos)

 Acusação: Assassinatos

 Prisão: 24 de maio de 1973

 Pena: 128 anos de prisão. Cumpriu 34 anos e foi solto em 2007 

 Vítimas: 71 confirmadas. Autoridades acreditam que esse número passe de 100

 Situação: Preso no dia 15/09/2011 em Camboriu, SC

País: Brasil

“Eu não abri as portas do inferno … elas já estavam abertas para mim!”
[Pedrinho, O Matador ]

Vídeo


Universo DarkSide – os melhores livros sobre serial killers e psicopatas

http://www.darksidebooks.com.br/category/crime-scene/

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

O Aprendiz Verde no Whatsapp!

OAV no Whatsapp

Siga-nos no Facebook!

Siga-nos no Twitter!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Receba nosso conteúdo no WP
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Receba nosso conteúdo no WP