Ed Gein, 106 anos do serial killer que mudou o cinema

Essa semana um senhor simpático e meio retardado, que morreu a 28 anos atrás, estaria completando 106 anos se ainda estivesse vivo. Esse senhor nasceu a 106 anos atrás,...
Ed Gein - 106 anos

Essa semana um senhor simpático e meio retardado, que morreu a 28 anos atrás, estaria completando 106 anos se ainda estivesse vivo.

Esse senhor nasceu a 106 anos atrás, no dia 27 de agosto de 1906, em La Crosse, estado de Wisconsin, Estados Unidos. Sua vida tinha tudo para ser chata e monótona. Os infortunados que nasciam naquela época e naquele lugar não tinham muita escolha de vida: A maioria terminavam suas vidas roçando pastos de fazendas ou vendendo galinhas.

Ele também roçava pastos e também cuidava de galinhas, mas o seu fim foi totalmente diferente dos seus conterrâneos e, contra todas as possibilidades, ficou famoso mundialmente pelo seu comportamento bizarro e macabro.

Seu nome era Edward Theodore Gein, ou simplesmente, Ed Gein.

O centenário Gein entrou para a história de duas maneiras: uma boa e uma ruim. Qual querem ouvir primeiro?

Começo pela ruim.

Ed Gein, talvez, seja o mais famoso sociopata sexual do século 20. Criado por uma mãe autoritária, desde cedo teve sua cabeça bombardeada por crenças religiosas impostas por sua mãe. Para ela, todas as mulheres do mundo eram prostitutas (tirando ela), e ai se o pequeno Gein ousasse conversar ou olhar para uma. Para piorar, ele tinha déficit de atenção, era extremamente tímido e tinha um jeito meio afeminado. Era motivo de piadas na escola.

Em 29 de dezembro de 1945 sua mãe morreu. Era a primeira vez que ele ficava sozinho na vida. Tinha 39 anos. A morte da mãe pode ter sido uma espécie de gatilho para a mente perturbada de Ed.

Em 16 de novembro de 1957, Bernice Worden, proprietária de uma casa de Ferragens em Plainfield, Wisconsin, desapareceu. Havia uma mancha de sangue no local e a polícia descobriu, através de um recibo de venda, que Ed Gein estivera no local.

Os policiais foram até a fazenda de Ed Gein. O que eles encontraram lá entrou para a história da criminologia e psiquiatria. Eles encontraram em sua fazenda, dentre outros artefatos:

  • 9 máscaras feitas de pele humana;
  • tigelas de sopa feitas do topo cerrado de crânios humanos;
  • 10 cabeças de mulheres com o topo cerrado;
  • cadeiras revestidas e forradas de pele humana;
  • 9 vaginas em uma caixa (a da sua mãe estava pintada de prata);
  • 1 cinto feito de mamilos femininos;
  • 1 pucha-cortina feito de lábios humanos;
  • 1 caixa com narizes;
  • 1 abajur feito de pele humana;
  • 1 caixa de aveia contendo pedaços de cérebros;
  • sutiã e outras “peças” de roupas feitos de pele humana;
  • órgãos e vísceras humanas dentro da geladeira;
  • crânios enfeitando sua cama;

e etc e etc…

Meio retardado, Ed Gein nunca disse quantas pessoas matou. Confessou dois assassinatos, mesmo assim após ser torturado pelo xerife Art Schley. A maioria dos pedaços e restos de corpos encontrados em sua fazenda eram de cadáveres que ele havia desenterrado no cemitério local. Nunca ao certo se soube quantas pessoas ele realmente assassinou.

Ele foi considerado insano pelas autoridades e internado em um hospital psiquiátrico pelo resto da vida. Morreu aos 77 anos no hospital psiquiátrico.

“Eu gosto desse lugar, todo mundo me trata bem, embora alguns deles sejam doidos”, disse ele certa vez sobre o hospital psiquiátrico no qual ficou internado por quase 30 anos.

A Boa!

Como alguém como Ed Gein poderia entrar para a história de uma maneira boa?

Há um ditado que diz que mesmo nas coisas ruins podemos tirar coisas boas. Mas como ele poderia gerar alguma coisa boa? Eu respondo: se você é fã de cinema, saiba que você deve muito, mas muito mesmo a Ed Gein.

Gein serviu de inspiração para uma verdadeira revolução nos filmes de terror/horror/suspense. Uma revolução em três atos.

Dizem que o cinema pode ser dividido em aP e dP (Antes de Psicose e depois de Psicose)

Quando o filme estreou em 1960, assustou o mundo inteiro. Ninguém nunca antes havia visto um filme como aquele: macabro, perturbador e acima de tudo brilhante. Saía de cena os filmes com aranhas gigantes, bolhas assassinas, monstros e múmias que grunhiam para filmes com histórias adultas e temáticas psicológicas.

“A violência gráfica, a exploração da sexualidade, o terror psicológico em vez do sobrenatural, esses elementos atingiram seu ápice em Psicose. Mesmo se você nunca viu este filme, provavelmente já foi exposto à influência dele”, disse o crítico Marco Antônio Moreira.

Psicose mudou a linguagem do cinema e influencia até hoje os filmes de horror psicológico. Mas o que muita pouca gente sabe é que Psicose foi baseado em Ed Gein. O filme foi todo baseado no livro “Psycho”, de Robert Bloch. Bloch criou o personagem principal do romance, Norman Bates, e praticamente “copiou” o seu comportamento de Ed Gein.

Quem leu o livro ou viu o filme sabe que Norman Bates mantinha o cadáver de sua mãe no seu quarto e assumia sua personalidade. O mesmo fez Ed Gein que desenterrou sua mãe e a colocou no seu quarto. Gein conversava com sua mãe e assumia sua identidade. Ele vestia suas roupas de peles humanas e colocava a vagina de sua mãe entre as pernas. Ia para o quintal da fazenda e fazia trabalhos femininos como varrer e plantar.

Outro ponto copiado por Bloch foi a infância de Ed Gein. Para construir o personagem Norman Bates, ele rascunhou a infância de Bates, e lá está escrito que ele sofreu abusos de sua mãe. Extremamente religiosa, Norma Bates pregava ao filho que sexo era coisa do diabo e que todas as mulheres, exceto ela, eram prostitutas. Já ouvimos isso em algum lugar, não?

Os filmes de suspense/horror/terror experimentavam a mesmice pós-Psicose. Até 1974, nenhum outro filme do gênero conseguiu ter algum impacto na grande telona. E foi ai que, novamente, Ed Gein, surgiu para inspirar um filme que mudaria os rumos da sétima arte.

O Massacre da Serra Elétrica estreou em 1974. O filme mostrava uma família de psicopatas que sorriam enquanto cerravam pessoas vivas. Um dos membros da família, Leatherface, tem destaque especial: Meio retardado, usava uma máscara feita de pele humana.

Muitos críticos definiram o filme como “o filme que redefiniu o terror”. A partir dele, os filmes com psicopatas insanos (Sexta-Feira 13, Halloween…) se tornariam comuns nas salas de cinema. O Massacre da Serra Elétrica possui várias inspirações em Ed Gein. O retardado Ed Gein, e suas máscaras de pele humana, está presente no filme na pele de Leatherface, o insano e retardado serial killer que usa uma máscara de pele humana. A única diferença é a moto-serra. Gein preferia usar uma .12.

A casa da família de Leatherface era toda decorada com ossos humanos, assim como era a casa de Ed Gein. Cadeiras de ossos humanos e estofadas com pele humana foram encontradas na casa de Ed, assim como ossos usados para decorar seu quarto. Ele também tinha talheres e tigelas feitas de ossos e crânios.

Após O Massacre da Serra Elétrica, os filmes de horror/terror/suspense ficaram todos repetitivos. Tudo mais do mesmo: Sexta-Feira 13, Halloween, os slasher movies dos anos 80 traziam sempre o mesmo. Tudo mudou em 1991 quando a obra-prima do horror foi lançado: O Silêncio dos Inocentes.

Considerado um marco, o filme conseguiu juntar o suspense psicológico com o horror sem causar repulsa. Foi um sucesso de crítica e de público. E mais uma vez, lá estava Ed Gein.

O serial killer do filme, Buffalo Bill, é basicamente Ed Gein. Buffalo Bill é um travesti que tenta fazer uma operação de mudança de sexo que é negada por uma junta médica. Ele então começa a matar mulheres para retirar suas peles. Ele retira suas peles para costurar uma “roupa” de mulher. Assim ele pode vestir a roupa e se sentir mulher.

O mesmo fez Ed Gein. Em sua casa foram encontradas revistas que falavam sobre operações de mudança de sexo. Especialistas acreditam que Ed queria ser mulher, por isso ele vestia as roupas de pele humana que costurava, pois assim se sentia uma mulher.

Outro ponto interessante do filme, que faz uma alusão explícita a Ed Gein, é a cena onde Buffalo Bill coloca o pênis entre as pernas e olha no espelho. Para Buffalo Bill era como se ele tivesse uma vagina. Gein fazia o mesmo, mas com uma pitada mais bizarra: Ele colocava uma vagina de verdade entre as pernas.

Três grandes filmes do cinema. Os três moldaram os gêneros do suspense, horror e terror, ditaram tendências e redefiniram os caminhos do cinema em seus tempos. E todos eles tiveram seus personagens principais baseados em Ed Gein.

Ed Gein, para o bem ou para o mal, foi um esquizofrênico sociopata sexual que, literalmente, mudou o mundo!

Vocês concordam?

Ed Gein (ao centro), comparece ao Tribunal do Condado de Wabsara, no dia 21 de novembro de 1957, para ser acusado formalmente do assassinato de Bernice Worden. Ao seu lado direito está Art Schley. Créditos: Corbis.

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
  • Alex

    Muito bom mesmo esse texto, interessante demais, já tinha assistido os 3 filmes mas não tinha ligado ao Ed Gein, mas agora que você falou, deu pra ver que realmente tem tudo a ver.

  • Pingback: O Triste Fim de Dorothy Stratten | O Aprendiz Verde()

  • esse crime foi oq mas me impreionou até agora,ele é doido,tudo q ele fazia ele usava pele humana

  • Rute

    Faltou nessa lista de filmes. o titulo vestida para matar (Brian de Palma de 1980)

  • O Aprendiz verde posta o O filme dele noa canal do youtube

  • Pingback: O Triste Fim de Dorothy Stratten | Blog O Aprendiz Verde()

  • Gustavo freua augusto dos sant

    Inspirou tambem a excelente musica “dead skin mask” da banda SLAYER!

  • Sabrina

    Ótimo texto, mas consta ali que foi Hitchcock que teve toda a ideia do roteiro do filme. A película foi inspirada no livro de Robert Bloch.

    • Realmente Sabrina, inclusive há um post publicado no blog sobre o livro. Obrigado pelo comentário e o texto já foi corrigido.

  • leydy

    Mt bom o texto. Mas não podenos esquecer Jefrey Dahmer o cara tbm era sinistro e não tinha nenhum histórico abusivo era classe média vida “boa”.Então acredito que fator principal é a psicopatia ,claro q o ambiente ajuda mas s quando se tem o instinto assassino .

  • Bruna Torres

    Na segunda temporada de american horror story tem um personagem baseado nele.

  • Pingback: Livro: Psicose, Robert Bloch - Who's thanny?()

  • Pingback: #Cinema – 7 filmes (de terror) baseados em fatos reais | Celofane B()

  • Vinicius Jordão

    unico defeito é no genero da palavra, se no filme ele era um homem q vira mulher entao ele era umA travesti, um travesti é o homem que nasceu mulher, parece besteira mas se vc for homem cisgenero nao gostaria q ficassem referindo a vc como ela, assim vale pros transsexuais

    • Dimi Garcez

      Ninguém liga.

  • Edward Gein

    A mais bela das contribuições é Dead Skin Mask do Slayer.
    https://youtu.be/FioXc-42q4o

DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers