Música: Laura Nyro, a Pérola Negra do Rock

Vocês conhecem essa moça da foto? Não???? Não sabe quem é ela mas conhecem a Beyoncé, Lady GaGa, e tantas outras artistas superficiais do pop/rock, certo? Pois saibam que...
Laura Nyro - A Perola Negra do Rock

Laura Nyro

Laura Nyro

Vocês conhecem essa moça da foto? Não???? Não sabe quem é ela mas conhecem a Beyoncé, Lady GaGa, e tantas outras artistas superficiais do pop/rock, certo?

Pois saibam que essa bonita jovem de cabelos longos e negros foi um dos maiores talentos femininos da história do pop/rock. O quão talentosa ela era?

Talvez você nunca tenha ouvido falar em Laura Nyro, mas ela influenciou das geniais composições de Elton John ao irreverente som de Cyndi Lauper, do rock inteligente de Elvis Costello ao show de horrores de Alice Cooper. Suas músicas foram cantadas por artistas do calibre de Peter, Paul & Mary, Frank Sinatra, Barbra Streisand e Three Dog Night. O astro Elton John chegou a dizer sobre ela:

“A alma, a paixão, e a audácia de suas mudanças rítmicas e melódicas era algo que eu nunca tinha ouvido antes. Eu a idolatro.”

Brilhante cantora e compositora de Nova York, com um pendor para a música black, espécie de Rimbaud do rock, Laura Nyro teve uma das carreiras mais misteriosas e erráticas do pop/rock. David Geffen, um dos maiores produtores musicais da história, e que trabalhou com artistas do porte de John Lennon, The Eagles, Bob Dylan, Elton John e Guns N’ Roses, disse sobre Laura:

“Talentosíssima, uma das mais talentosas pessoas que eu conheci na minha vida, mas ela era muito esquisita.”

Já a cantora Janis Ian, amiga de Laura, disse:

“Ela parecia a Mortícia Addams. Era uma compositora brilhante, mas estranhamente desarticulada.”

Dizem que Laura Nyro, aos 16 anos, fez uma viagem de ácido LSD, alterando sua mente de modo tão profundo que mudou o curso de sua vida. Poeta desde a infância, Laura ganhou projeção como compositora, algumas de suas músicas se transformaram em grandes sucessos nas vozes de Fifth Dimension (Stone Soul Picnic, Wedding Bells Blues e Sweet Blindness), Blood, Sweat & Tears (And When I Die), Barbra Streisand (Stoney End) e Three Dog Night (Eli’s Coming).

E talvez devido a sua grande fama como compositora, Laura enfrentou grandes dificuldades em ser reconhecida como cantora. Sua segunda aparição em público foi especialmente traumática. No Monterey Festival, em 1967, Laura apareceu com um traje cheio de brilhos, no melhor estilo “Las Vegas”, batom roxo, cabelos até as coxas… acompanhada por um trio feminino black, sua música carregada de emoção e espiritualidade enfureceu a platéia hippie e rebelde daquele evento. Laura Nyro falhava no mesmo palco onde Jimi Hendrix, Janis Joplin e The Who explodiam para o mundo e entravam para a história. Expulsa do palco sob vaias, jamais se recuperou da rejeição. Era também uma ducha de água fria para sua carreira de cantora, já que ela acabara de lançar o seu primeiro álbum solo: More Than a New Discovery.

“Vi uma garota sentada num piano cantando músicas extraordinárias. Ela veio com seus longos cabelos negros, trouxe cantoras de apoio. Era muito bonito para Nova York, mas não para a Califórnia”, diria anos depois Lou Adler, produtor do evento.

Sua carreira foi salva pelo mago David Geffen, que ficou impressionado ao escutar uma fita de uma das músicas cantadas por ela no Monterey Festival. Sob a tutela de Geffen, Laura Nyro lançou três extraordinários discos: Eli and the Thirteenth Confession (1968), New York Tendaberry (1969), e Christmas and The Beads of Sweat (1970). Os discos não deixavam dúvidas, Laura era uma pianista e cantora de rara força e talento.


Na Foto: David Geffen e Laura Nyro. Data: 13 de setembro de 1969. Créditos: Corbis.

Na Foto: David Geffen e Laura Nyro. Data: 13 de setembro de 1969. Créditos: Corbis.

Laura Nyro

Laura Nyro

Seu comportamento arredio aliado com sua aversão a entrevistas não a deixaram chegar ao mainstream. Laura gravou mais um álbum, Gonna Take A Miracle, em 1971, talvez o seu melhor disco, que resumia magnificamente sua ligação com a música negra, soul, rhythm & blues e gospel. O que Amy Winehouse faria parecido mais de 30 anos depois, e que todo mundo acharia extraordinário, Laura Nyro já havia feito a muito tempo. Após Gonna Take a Miracle, Laura retirou-se, ficando afastada da música durante cinco anos, voltando a gravar somente em 1976, o álbum Smile. A partir daí, tornou-se reclusa, gravando cada vez menos.

“Tudo aconteceu muito rápido para mim. Eu nunca realmente contemplei ser famosa. Eu escrevia música, eu sempre estive envolvida na arte desde muito jovem. Então, quando tudo aconteceu, eu não soube lidar com aquilo”, disse ela em uma rara entrevista para a revista Musician em meados dos anos de 1980.

“Laura sempre foi muito sensitiva. Ela não gostava de colaboração, não gostava de compromisso. Ela era uma artista, e realmente odiava a parte do showbiz”, disse o seu pai.

Hoje, 8 de abril de 2013, faz 16 anos que Laura Nyro partiu. Ela faleceu aos 49 anos de idade de câncer no ovário, coincidentemente, a mesma doença que matou sua mãe, e que também morreu aos 49 anos. Em 2012, Laura Nyro foi induzida para o Hall da Fama do Rock. 

E 66 anos após o seu nascimento, Laura Nyro continua como uma das figuras mais enigmáticas, misteriosas e complexas da música. Uma linha de uma de suas músicas mais famosas, cantada por vários artistas, e escrita por ela quando tinha apenas 17 anos, diz:

“E quando eu morrer, e quando eu for embora, haverá uma criança, e um mundo para continuar.”

Sim Laura, a morte não é o fim.



Colaborou com esta matéria:

Revisão por:

Marina

Curta O Aprendiz Verde No Facebook


"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categories

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers