A Família Sarney deveria ser Julgada pelo Tribunal Penal Internacional

Conheci o Maranhão numa viagem de férias em 1997. Cruzei o estado de carro com minha família até a capital São Luís. Qual foi a minha impressão? Eu fiquei...
A Família Sarney deveria ser julgada pelo Tribunal Penal Internacional - Charge

A Família Sarney deveria ser julgada pelo Tribunal Penal Internacional - Capa

Charge

Conheci o Maranhão numa viagem de férias em 1997. Cruzei o estado de carro com minha família até a capital São Luís. Qual foi a minha impressão? Eu fiquei assustado, nunca havia visto coisa igual.

A paisagem é muito bonita, mas contrasta com as cidades interioranas. A primeira lembrança que me marcou foi a do esgoto correndo a céu aberto e pessoas criando porcos nas ruas de terra. Eu nunca havia visto tanta pobreza. Alguns podem dizer que esta era ou é a realidade do país, claro que sim, mas a visão é sempre impactante principalmente para um menino criado numa capital e cujo contato com porcos se restringia às viagens mensais que fazia quando criança para a fazenda do avô. Nos trevos entre as cidades e vilarejos, quebra-molas eram a oportunidade para dezenas de crianças esquálidas dependurarem no carro oferecendo filhotes de animais silvestres como periquitos, papagaios, tucanos e araras a preços de balinha. Lembro de até ter pedido para o meu pai comprar um. Ao parar num restaurante para almoçar, cerca de sete ou oito crianças descalças e com roupas rasgadas cercaram meu pai se acotovelando uns aos outros implorando para vigiar o carro em troca de alguns centavos, hoje entendo que aquelas moedas valeram uma fortuna para eles. Ainda lembro dos seus sorrisos ao recebê-las.

Isso foi há quase 14 anos, desde então, nunca mais voltei. Não porque eu não gostei e sim porque não tive outra oportunidade. De qualquer forma dizem que o estado melhorou. Bem, acho que não.

O que está acontecendo em São Luís nestes últimos dias é apenas o reflexo do descaso daqueles que nós elegemos para governar. A menina Ana Clara, queimada viva dentro de um ônibus sexta-feira passada, antes de ser morta por criminosos, foi morta pelo estado. Ela foi morta pelas dezenas de Secretários de Educação que passaram pelo governo e desviaram dinheiro público. Ela foi morta por gestores públicos que mamam nas tetas do governo federal e maranhense. Ela foi morta pela família Sarney, que há 50 anos governa o quarto estado mais rico da região nordeste. Riqueza que pelo visto não pode ser usada nem na reforma de um presídio.

A propósito, a carnificina dentro do maior presídio de regime fechado do Maranhão mostra a falência daquele estado (longe de ser o único). Enquanto muitos homens que não tiveram escolhas em suas vidas estão sendo decapitados e esfolados vivos em Pedrinhas, a governadora Roseana Sarney licita lagostas, patinhas de caranguejo, camarão, sorvete, 50 caixas de bombom e 30 pacotes de biscoito champanhe, dentre outros quitutes, para o seu gabinete.

Os políticos, esses sim são o câncer do Brasil, os verdadeiros criminosos. Que em 2014 não saiamos nas ruas apenas para ir ao barzinho assistir a Copa do Mundo.

Quanto a família Sarney, essa deveria ser julgada pelo Tribunal Penal Internacional. A acusação? Crimes contra a humanidade.



Charge: Carlos Latuff – www.latuffcartoons.wordpress.com/ Charge publicada originalmente no jornal Vias de Fato (www.viasdefato.jor.br)

Curta O Aprendiz Verde No Facebook



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

O Aprendiz Verde no Whatsapp!

OAV no Whatsapp

Siga-nos no Facebook!

Siga-nos no Twitter!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Receba nosso conteúdo no WP
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Receba nosso conteúdo no WP