Suazilândia: serial killer estrangulador é preso acusado de matar 9 mulheres

Já se tornou senso comum: a violência tomou conta de forma assustadora do dia a dia das pessoas, sendo motivo de preocupação para a sociedade. Parece que quanto mais...
Mpendulo Msibi - serial killer
Suazilandia - Serial Killer

Mpendulo Mxolisi ‘Mlungu’ Msibi

Já se tornou senso comum: a violência tomou conta de forma assustadora do dia a dia das pessoas, sendo motivo de preocupação para a sociedade. Parece que quanto mais ela aumenta, mais indivíduos perturbados surgem.

Na Suzilândia, em 28 de Abril de 2014, o jornal Times of Swaziland publicou uma notícia intitulada Girl Raped, Murdered (Garota Estuprada, Assassinada), que se referia a uma adolescente de 17 anos encontrada estrangulada em Ludzeludze, cidade no Centro-Oeste da Suazilândia: “A vítima, Calisile Ndzimandze, acredita-se ter sido assassinada por desconhecidos enquanto estava a caminho de encontrar seu namorado. O incidente chocou os moradores da região e os familiares da menina, que ainda estão traumatizados.”. Este foi apenas mais um de vários outros assassinatos ocorridos na região do Distrito de Manzini, cujas similaridades deveriam ter chamado a atenção da polícia, mas não chamaram. As vítimas, em sua maioria, eram garotas adolescentes; a mais nova, Temebhele Shabangu, tinha apenas 12 anos. Todas haviam sido estupradas e estranguladas.

Uma das vítimas, Zwakele Shongwe, de 21 anos, desapareceu no início do ano. Sua mãe, Albertina Shongwe, relatou que passou noites sem dormir até ter a triste confirmação. O documento de identidade da jovem foi encontrado ao lado de ossos humanos na região de Sidvokodvo, o que acabou por confirmar que aqueles restos eram de Zwakele. E foi investigando o assassinato de CalisileNdzimandze e de Zwakele Shongwe que a polícia esbarrou na trilha de mortes deixada por um serial killer.

Mpendulo Msibi

Após o namorado de Shongwe reconhecer seu celular nas mãos de um residente local, a polícia foi chamada e o homem disse que o aparelho fora vendido por Mpendulo Mxolisi ‘Mlungu’ Msibi; logo, o homem confessaria não só o assassinato de Shongwe, mas vários outros.

“O mais jovem serial killer da Suazilândia”, como foi apelidado pela mídia local, tem uma aparência inofensiva; franzino e de fala mansa, o jovem de apenas 21 anos foi preso recentemente em Nkwene, cidade onde residia, sob suspeita do assassinato de nove mulheres. Seu modus operandi é desconhecido, mas o fato dele, aparentemente, caçar suas vítimas durante o dia, mostra que Msibi, assim como muitos psicopatas, deve ter uma personalidade encantadora – o tipo de assassino que usa sua aparência inofensiva e lábia agradável para atrair suas vítimas para a morte sem precisar usar a força física. A informação de que ele possuía várias namoradas corrobora essa visão.

Os moradores de Ludzludze, onde algumas das vítimas moravam, mostraram-se revoltados; foi preciso muito esforço por parte da polícia para que as pessoas não fizessem “justiça com as próprias mãos”: “Nossas namoradas, agora, se recusam a nos visitarem nessa área e isso é tudo por causa desse homem. Queremos ver a cara dele!”, disse um morador, de acordo com uma reportagem do Times of Swaziland.

Em 18 de Junho último, Msibi foi levado algemado até a casa de sua mãe, em Ekujabuleni, onde os policiais informaram-na sobre sua prisão e realizaram buscas na casa. A mãe de Msibi relatou que não podia descrever a dor que estava sentindo ao ver seu filho algemado diante de seus olhos, confessando os crimes que cometeu. Disse também que havia sido anteriormente informada por meio de outras fontes que o rapaz havia matado quatro pessoas; isso já havia sido o suficiente para deixá-la sem palavras e tomada pela angústia. Porém, quando foi confirmado o número de nove mortes, ela nem ao menos conseguia ouvir mais.

Lukhele ressaltou que o que mais a surpreendia era ter visto seu filho no domingo anterior e constatado sua aparência tranquila. O jovem era tido como uma pessoa calma e bastante pacífica; seus vizinhos ficaram incrédulos com a notícia, pois jamais imaginariam que ele pudesse ser responsável por tamanha barbárie. Vários deles confirmaram o fato dele ser um rapaz tranquilo. Mas sabemos que sob a faceta da normalidade, muitas vezes, existe uma alma perversa (John Wayne Gacy pode ser citado como exemplo disso).

Os pais de Msibi eram separados desde sua juventude, e seu pai, que antes era um advogado bem-sucedido da região, agora dá aulas de direito na África do Sul. Segundo o avô do rapaz havia relatado à polícia há alguns anos, seu neto havia se envolvido com criminosos e, durante sua estadia em sua casa, ele teria violentado uma moça que morava na vizinhança.

Acusações:

Suas vítimas variavam entre os 12 e 21 anos. De acordo com informações divulgadas até o momento, ele as estuprava e as estrangulava até a morte.

As nove vítimas de Msibi são:

  1. Samkelisiwe Phiri, 16 anos, morta em Fairview, no dia 11 de abril de 2012.
  2. Temebhele Shabangu, 12 anos, morta em Fairview, no dia 11 de abril de 2012.
  3. Sebenzile Shongwe, 18 anos, morta no parque Ngwane, em 26 de abril de 2012.
  4. Lungile Kubheka, 16 anos, morta em Hlatikulu, no dia 1 de junho de 2012.
  5. Welile Gwebu, 14 anos, vivia em Moyeni, Siteki. A morte ocorreu no dia 23 de fevereiro de 2014.
  6. Sandza Simelane, 16 anos, morta em Manzana, Mbabane, no dia 4 de fevereiro de 2014.
  7. Zwakele Shongwe, 21 anos, vivia em Phunga, Sidvokodvo. Foi morta no dia 26 de fevereiro de 2014.
  8. Calisile Ndzimandze, 17 anos, vivia em Mpolonjeni, Ludzeludze. Sua morte ocorreu em 23 de abril de 2014.
  9. No dia 13 de junho de 2014, ele matou uma mulher cuja identidade permanece em aberto. Sabe-se, porém, que a vítima tinha 20 anos e seu assassinato ocorreu em Ludzeludze.

Os motivos que levam serial killers a matar são os mais diversos e bizarros possíveis. E se a ciência ainda luta para entender a mente de tais assassinos e a forma enigmática como eles agem diante da sociedade e no momento dos seus crimes, em uma coisa parece não haver dúvidas: mulheres são as vítimas preferidas.

Tão logo a história das nove mulheres estranguladas por Mpendulo Msibi veio à tona, me lembrei de um estudo divulgado em 2012 pelo FBI, no qual a Polícia Federal Americana afirma que elas são os principais objetos de desejo destes homens.

Na maioria dos filmes sobre serial killers em Hollywood, as vítimas são do sexo feminino. E, de acordo com dados do famoso Banco de Dados de Crimes VICAP, elas representam 70% das 1.398 vítimas conhecidas desde 1985 nos Estados Unidos. Em comparação, as mulheres representam apenas 22% das vítimas de homicídios comuns.

Na época, o agente especial Mark Hilts, chefe da Unidade de Análise Comportamental (BAU, na sigla em inglês) – departamento que, dentre outras funções, analisa perfis de serial killers – disse que “um grande número” deles age com motivação sexual, daí a predileção pelas mulheres: “O sexo pode ser uma motivação, mas é uma motivação em conjunto com alguma outra coisa: raiva, poder, controle. A maioria dos serial killers tem satisfação no ato de matar e é isso que diferencia eles de outros assassinos.”. O estudo do FBI, cujos dados foram compilados nos últimos 27 anos, mostra também que quase metade das vítimas tem entre 20 e 30 anos.

Suazilandia - Serial killer estrangulador Mpendulo Msibi - tribunal

Na foto: O serial killer Mpendulo Msibi, 21, aparece no tribunal para ser acusado. Foto: Swazi Observer.

Suazilandia - Mpendulo Msibi - família

Na foto: A mãe do serial killer, Goodness Lukhele (à direita), sentada com vizinhos em sua casa em Ekujabuleni. Foto: Swazi Observer.

Suazilandia - Mpendulo Msibi - criança

Na foto: O serial killer Mpendulo Msibi quando ainda era uma criança. Foto: Times of Swaziland.



Com informações: Swazi Observer; Times of Swaziland.

Esta matéria teve colaboração de:

Tradução e texto:

evelyn

Revisão por:

ester

Curta O Aprendiz Verde No Facebook



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers