Escritor briga na justiça por direito de ver desenhos do serial killer John Joubert

Autoridades penitenciárias estão apelando de uma ordem judicial que deu direito a um ex-apresentador da TV Omaha de olhar e copiar os desenhos do serial killer John Joubert. Os...
Na foto: John Joubert um mês antes de ser eletrocutado em 1997. Créditos: Crime Library.

Na foto: John Joubert um mês antes de ser eletrocutado em 1997. Créditos: Crime Library.

Autoridades penitenciárias estão apelando de uma ordem judicial que deu direito a um ex-apresentador da TV Omaha de olhar e copiar os desenhos do serial killer John Joubert. Os desenhos mostram fantasias de assassinatos de crianças.

O procurador geral Jon Bruning entrou com um recurso no dia 25 de Julho em nome do Departamento de Serviços Correcionais. Em junho último, o juiz do tribunal do Condado de Lancaster, Steven Burns, ordenou que os oficiais deixassem Mark Pettit ver os desenhos de John Joubert, feitos em 1987, enquanto aguardava no corredor da morte.

“Usar esses desenhos para lucrar, através de terríveis atos e pensamentos de um assassino condenado, é totalmente inapropriado,” disse Bruning em um e-mail.

Na decisão, o juiz Burns disse que o pedido de Pettit é “legitimo”, e disse não levar em consideração se o ex-apresentador de TV possa por ventura publicar os desenhos no futuro.

“Isto é muito frustrante,” disse Pettit numa entrevista por telefone para o Journal Star, do Nebraska. “É um desperdício colossal de tempo e dinheiro. Eu não acho que eles deviam ser os guardadores das evidências.”.

Pettit escreveu um livro sobre Joubert, que assumiu ser culpado pelo assassinato de dois garotos em 1983 quando tinha 20 anos, na base da Força Aérea de Offutt.

Em sua decisão, o juiz Burns ordenou que os oficiais, dentro de 60 dias, disponibilizassem os desenhos para Pettit, mas os oficiais penitenciários não obedeceram.

Antes de ser executado, Joubert colaborou com os famosos agentes do FBI conhecidos como “caçadores de mentes”. Segundo Pettit, Joubert colaborou com a esperança de, talvez, sair da prisão um dia.

Joubert deu permissão para Pettit ver os seus desenhos depois que os mesmos foram confiscados em 1987, mas os oficiais se recusaram a mostrar na época. Pettit processou o Departamento de Correções em setembro de 2013 e, no tribunal, argumentou que os desenhos poderiam ajudar investigadores a pegarem futuros serial killers.

Ele ainda disse que se puder analisar os desenhos, poderá finalmente acabar o seu projeto sobre Joubert além de explicar porque o serial killer assassinou Danny Joe Eberle, 13, e Christopher Walden, 11, em Bellevue, e um terceiro garoto em Maine.

“Isso não é por causa de dinheiro, é pela verdade,” disse Pettit. “Eu gastei quase 30 anos da minha vida, e mais dinheiro que eu jamais ganharei com o livro, montando esse quebra-cabeça distorcido.”.

Sobre os caçadores de mentes e um texto sobre John Joubert acesso o texto Robert Ressler, o homem que entendia serial killers.

Com informações: Journal Star

Esta matéria teve colaboração de:

Tradução por:

Curta O Aprendiz Verde No Facebook



"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers