Serial Killer de Long Island: Renomado patologista forense fará uma nova autópsia nos restos mortais de Shannan Gilbert

O renomado patologista forense Michael Baden concordou em realizar uma autópsia independente nos restos mortais de Shannan Gilbert, uma jovem de New Nersey cujo corpo foi encontrado há quase...
Shannan Gilbert - serial killer de Long Island
Na foto: Shannan Gilbert e sua mãe Mari. Desaparecida em Maio de 2010, em sua busca a polícia encontrou o cemitério de um serial killer. Apesar de sua morte ter sido classificada como acidental, sua família acredita que ela pode ter sido uma das vítimas do serial killer de Long Island. Créditos: Newsday.

Na foto: Shannan Gilbert e sua mãe Mari. Desaparecida em Maio de 2010, em sua busca a polícia encontrou o cemitério de um serial killer. Apesar de sua morte ter sido classificada como acidental, sua família acredita que ela pode ter sido uma das vítimas do serial killer de Long Island. Créditos: Newsday.

O renomado patologista forense Michael Baden concordou em realizar uma autópsia independente nos restos mortais de Shannan Gilbert, uma jovem de New Nersey cujo corpo foi encontrado há quase três anos atrás perto do local de despejo de corpos de um possível serial killer.

Desaparecida em Maio de 2010, em sua busca a polícia descobriu os restos mortais de quatro mulheres, cada uma envolta em sacos de aniagem, na costa sul de Long Island, Nova Iorque. As mulheres, todas garotas de programa que divulgavam seus serviços no site de classificados Craiglist, estavam em vários estágios de decomposição.

Embora a polícia americana tenha classificado a morte de Shannan como acidental, sua família está convencida de que a jovem, que também anunciava no Craiglist, foi morta em Oak Beach, perto de Gilho Beach (local onde foi encontrado as outras quatro mulheres), pelo mesmo assassino.

Em Maio de 2010, Shannan atendeu um cliente em Oak Beach e aparentemente surtou, saindo correndo da casa do homem em meio à escuridão. Ela bateu na porta de um aposentado, Gus Colleti, gritando “eles estão tentando me matar”. Colleti foi para dentro da casa chamar a polícia e quando voltou para a porta Shannan havia sumido. Seus restos mortais foram encontrados 19 meses depois em um pântano. Antes, na busca por Shannan, a polícia havia encontrado vários outros corpos descartados na região, quatro deles eram de prostitutas que, como Shannan, anunciavam serviços sexuais no Craiglist. A polícia classificou a morte de Shannan como acidental. Desorientada na escuridão, ela teria corrido em direção ao pântano, ficado presa na lama movediça e, após tentar sair por várias horas, ficado sem energias e se afogado.

Na foto: Familiares de Shannan Gilbert prestam homenagens no local onde os restos mortais da jovem foram encontrados. Créditos:  New York Daily News.

Na foto: Familiares de Shannan Gilbert prestam homenagens no local onde os restos mortais da jovem foram encontrados. Créditos: New York Daily News.

“Há um monte de perguntas sobre a morte de Shannan. Há mais testes forenses que podem ser feitos”, disse Baden à FoxNews.

John Ray, o advogado que representa a família de Shannan, entrou com um processo por homicídio culposo contra Charles Peter Hackett. Hackett supostamente foi a última pessoa a ver Shannan com vida. Segundo o advogado, Hackett teria dado uma droga para a mulher, droga a qual teria causado seu surto.

Uma autópsia conduzida pelo escritório do médico legista do Condado de Suffolk na época classificou a morte de Shannan como “indeterminada” e que “não há nenhuma evidência de trauma”. Exames não apontaram o uso de drogas.

Baden recebeu a permissão para realizar um “reexame completo dos restos mortais”. Segundo o patologista, ele irá focar sua atenção nos ossos do pescoço, laringe e traquéia. Ele também pretende realizar um exame mais completo para encontrar vestígios de drogas.

Para mais detalhes sobre o Serial Killer de Long Island leia nossos posts:

Com informações: Fox News

Curta O Aprendiz Verde No Facebook




"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers