American Horror Story: uma história real por trás da ficção

No dia 21 de janeiro foi ao ar o último episódio da quarta temporada de American Horror Story. A temporada mais recente abordou o mundo dos freak shows, ou shows de horrores.
O Garoto Lagosta

american-horror-story-freak-show-poster[1]

Imagem promocional da quarta temporada do seriado, que foi ao ar em 8 de outubro de 2013. Reprodução internet.

No dia 21 de janeiro foi ao ar o último episódio da quarta temporada de American Horror Story, aclamada série de TV exibida nos Estados Unidos pelo canal FX. Produzida por Ryan Murphy e Brad Falchuk, a série se diferencia das outras por sua não-linearidade, com cada temporada possuindo um tema e uma história diferente. A temporada mais recente abordou o mundo dos freak shows, ou shows de horrores, tão populares quanto controversos no período entre o fim do século XIX e o início do século XX. Escrevemos sobre eles aqui.

Os fãs do blog não demoraram em perceber semelhanças entre o personagem Jimmy Darling, interpretado pelo ator Evan Peters, e um famoso conhecido nosso: Grady Stiles Jr. No entanto, a história do verdadeiro Homem Lagosta foi muito menos glamourosa e teve um final nada feliz, como vocês já sabem.

Grady nasceu em 1937, com uma condição geralmente hereditária conhecida como ectrodactilia, que causa má formação ou ausência de dedos das mãos e ou dos pés, dando-lhes a aparência de garras de lagosta. No entanto, as semelhanças terminam por aí. Embora o personagem de Evan Peters  seja apresentado como uma pessoa gentil e leal às pessoas próximas dele, charmoso e até mesmo famoso entre as mulheres por determinadas “habilidades” manuais, o verdadeiro “Lobster Boy” tinha uma personalidade completamente diferente.

Na foto: Grady Stiles Jr. Reprodução Internet.

Na foto: Grady Stiles Jr. Reprodução Internet.

Na foto: Grady Stiles Jr., o verdadeiro Homem Lagosta, e Jimmy Darling, personagem interpretado pelo ator Evan Peters. Reprodução internet.

Na foto: Grady Stiles Jr., o verdadeiro Homem Lagosta, e Jimmy Darling, personagem interpretado pelo ator Evan Peters. Reprodução internet.

Embora tivesse uma vida relativamente normal, ganhando alguma grana e até se casando e tendo filhos, Grady era alcoólatra e violento, principalmente com sua família. Frequentemente as golpeava ou tentava esganá-las com suas “garras”. Em seus piores acessos de fúria, ele chegava a desferir cabeçadas nas pessoas. Devido à sua condição, Grady era incapaz de andar, e se movimentava por meio de uma cadeira de rodas ou se arrastando pelo chão.

“Eu acho que o álcool fazia com que ele externasse o pior de si”, afirmou Grady Stilles III, seu filho, em um episódio de “Freak Show”, série documental exibido pela emissora AMC, que foi ao ar em maio do ano passado. Em 1979, Grady Stiles Jr. foi condenado pelo assassinato de Jack Layne, noivo de sua filha mais velha, um dia antes do casamento. Stiles Jr. não aprovava o relacionamento. Ele conseguiu um veredito de 15 anos em regime aberto, depois de as autoridades determinarem que ele sofria de enfisema pulmonar, por causa dos 60 cigarros Pall Mall que fumava por dia, e cirrose hepática causada pelos seus Seagrams. Além disso, nenhuma cadeia estava preparada para acomodar um detento com ectrodactilia.

Em novembro de 1992, Stiles foi assassinado em sua casa em Gibsonton, Flórida, por Chris Wyant, um amigo da família que tinha ligação com gangues. Stiles era tão odiado na comunidade que ninguém quis carregar seu caixão.

Wyant foi condenado por homicídio em segundo grau e sentenciado a 27 anos de prisão.

No julgamento, foi revelado que Wyant havia recebido US$ 1.500 dólares da esposa de Stiles, Mary Teresa Stiles, e do filho dela de um casamento anterior, Harry Glenn Newman III, de acordo com o Los Angeles Times.

Mais de vinte anos depois, Stiles III, que também herdou a mesma condição, ainda tenta se reconciliar com o legado do pai e com o seu assassinato em 1992. Ele chegou a excursionar com o pai e a irmã como “A Família Lagosta”. Mas segundo ele, o que o faz feliz é justamente o que não herdou do pai.

“Eu não sou um fã do meu pai como pessoa”, disse Stiles III às estrelas da série Todd Ray, Danielle Ray e Phoenix Ray. “Meu pai era racista [e] abusivo. Quando eu chorava, [ele dizia algo como] ‘eu vou te dar um motivo para chorar’”.

Grady Stiles III disse que o assassinato de seu pai não foi exatamente como descrito no tribunal. “O que realmente aconteceu foi que minha mãe e meu pai haviam tido outra briga, como de costume, e minha mãe tinha feito o comentário de que algo precisava ser feito”, afirmou Stiles III. “Meu irmão ouviu aquilo e foi até o vizinho e disse-lhe que algo devia ser feito”.

 

Grady Stiles III, filho de Grade Stiles Jr., o famoso "Garoto Lagosta". Filho herdou a condição genética do pai.

Grady Stiles III, filho de Grade Stiles Jr., o famoso “Garoto Lagosta”. Stiles III herdou a condição genética do pai, conhecida como ectrodactilia. Créditos: Facebook.

“Meu irmão achava que aquilo queria dizer dar um susto nele, ou dar uma surra [no meu pai] ou algo que o fizesse perceber que ele estava perdendo sua família. Pouco tempo depois, meu pai foi baleado”.

Newman foi condenado por homicídio em primeiro grau e sentenciado a prisão perpétua, sem possibilidade de condicional. Sua mãe foi sentenciada a 12 anos de prisão por ser a mandante. No julgamento, ela disse ao juiz: “meu marido ia matar minha família. Eu acredito nisso do fundo do meu coração. Sinto muito que isso tenha acontecido, mas minha família está a salvo agora”.

Mary Teresa Stiles, ao centro, acompanhada pelos filhos Grady Stiles III e Cathy Stiles Berry, ao deixar o tribunal em Tampa, Flórida, em 18 de julho de 1994.

Mary Teresa Stiles, ao centro, acompanhada pelos filhos Grady Stiles III e Cathy Stiles Berry, ao deixar o tribunal em Tampa, Flórida, em 18 de julho de 1994. Créditos: Associated Press.

Por mais que a vida de Grady Stiles III tenha sido difícil, há uma coisa que ele gostaria de poder ter dito ao pai.

“Obrigado por me mostrar que tipo de pessoa não ser e talvez você possa apreciar quem eu me tornei por causa disso. Você era um bastardo bêbado, mas era meu pai”.

Com informações: Huffington Post, Daily Mail.

Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categories

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers