Serial killer conhecido como Grim Sleeper pode ter assassinado 180 pessoas, diz documentário

Grim Sleeper, serial killer de Los Angeles, pode ter assassinado 180 pessoas sob vista grossa da polícia, vítimas eram viciadas em drogas e prostitutas, alega documentário polêmico. 
Lonnie Franklin Jr,

Lonnie Franklin Jr é acusado do assassinato de dez mulheres em Los Angeles. Documentário recente afirma que ele pode ter feito mais de 180 vítimas.Lonnie Franklin Jr é acusado do assassinato de dez mulheres em Los Angeles. Documentário recente afirma que ele pode ter feito mais de 180 vítimas.

Um homem acusado de assassinar várias mulheres e se livrar de seus corpos pode ter matado por volta de 180 pessoas – escapando da prisão porque a força policial ignorou seus crimes, em virtude de suas vítimas serem, principalmente, viciadas em drogas e prostitutas. 

Lonnie Franklin Jr. – apelidado de Grim Sleeper (O Cruel Adormecido) por alegadamente ter dado uma pausa entre seus períodos de matança – deve ser julgado ainda esse ano, por acusações de agressão sexual, assassinato e ocultação de cadáver de dez mulheres em volta Los Angeles em mais de duas décadas. 

Mas um novo documentário do cinegrafista britânico Nick Broomfield sugere que Franklin conseguiu seguir com sua matança e, possivelmente, fazendo dúzias a mais de vítimas do que o que se credita a ele, por causa da vista grossa da polícia para com suas vítimas – o que ele compara a um “genocídio acontecendo e não sendo noticiado”.

Broomfield afirma que se a polícia tivesse investigado corretamente os assassinatos e desaparecimentos de prostitutas negras e viciados em drogas, vidas poderiam ter sido salvas. Ele disse: “as pessoas não sabiam que alguém os estava caçando”. 

Franklin, que trabalhou como um coletor de lixo, irá a julgamento em Junho pelas mortes de 10 mulheres, que datam até 1985. Os corpos das mulheres foram encontrados jogados em ruelas, enrolados em tapetes ou enfiados em latas de lixo. 

De qualquer forma, uma busca da polícia em sua casa encontrou fotos e vídeos de 180 mulheres, que poderiam ser todas vítimas. Há receio de que algumas tenham sido despejadas em aterros, por causa do trabalho de Franklin como coletor de lixo. 

Polícia de Los Angeles apesenta as fotos de mulheres encontradas na casa de Franklin. Foto: LA Times.Polícia de Los Angeles apesenta as fotos de mulheres encontradas na casa de Franklin. Foto: LA Times.

Algumas das fotos encontradas na casa de Franklin mostra mulheres aparentemente mortas. Foto: LA Times.Algumas das fotos encontradas na casa de Franklin mostra mulheres aparentemente mortas. Foto: LA Times.

Broomfield disse que, durante o período quando os crimes estavam sendo cometidos, pouca atenção foi dada pela polícia ou pela mídia para o desaparecimento de mais ou menos 200 mulheres. 

“Eu achava incrível que, no meio de Los Angeles, que é uma das cidades mais opulentas do mundo, a 15 minutos do letreiro de Hollywood, mais de 200 mulheres haviam desaparecido em um período de 25 anos”, ele disse. 

Ele contou ao The Sun: “era quase como um genocídio acontecendo e ninguém estava falando nada sobre isso”. 

Em seu documentário “Tales of Grim Sleeper” (“Contos do Grim Sleeper”), Broomfield afirmou que a polícia não avisou as pessoas que havia um assassino à espreita na vizinhança ou fez qualquer coisa para alertar as pessoas que viviam nas proximidades de Hollywood, porque suas vítimas eram, geralmente, vistas como um “estorvo”. 

Ele disse que Franklin, pai de dois, conseguiu continuar matando por tanto tempo porque tinha como alvo mulheres negras vulneráveis, muitas das quais haviam se tornado viciadas em crack e cocaína na década de 80. 

Broomfield acrescentou: “elas eram vistas como pessoas descartáveis… A polícia tinha esse termo, NHI, que significava nenhum humano envolvido, o qual eles usavam para descrever assassinatos de prostitutas por membros de gangues. Eles não os levavam a sério, não procuravam evidências. Eles, com alguma frequência, nem sequer usavam o nome certo da prostituta, apenas a registravam como ‘Jane Doe’” (nota do tradutor: a expressão é usada para indicar uma pessoa com identidade desconhecida). 

“Eles não as levavam a sério. A maioria das mulheres eram prostituas e viciadas em drogas e eu não acho que o fato de serem negras ajudou”. 

Broomfield disse que não poderia ter sido um “acidente” o desaparecimento ou assassinato de 200 pessoas na mesma área em um período de 25 anos. Ele disse que se as mortes tivessem acontecido em um outro lugar, como o rico distrito de Beverley Hills, então a área teria sido fechada, a presença da polícia cresceria e a imprensa cobriria o incidente. 

Usando um exemplo, ele diz que o desaparecimento de dúzias de mulheres foi tratado de maneira bem diferente em um caso de 1988, quando uma gangue atirou em estudantes em Westwood – o que fez com que a cidade inteira fechasse. 

O produtor do documentário disse que ele acha que alguns dos assassinatos poderiam ter sido evitados se a polícia tivesse levado os desaparecimentos e as mortes mais a sério. 

Ele acrescentou: “eu, definitivamente, acho que vidas de mulheres poderiam ter sido salvas”. 

“Se a polícia tivesse contado ao público em 1987, quando eles sabiam de um serial killer que já havia matado cinco vítimas, se eles tivessem contado à comunidade, então eu acho que as coisas teriam sido diferentes e muitas vidas teriam sido salvas. As pessoas não sabiam que algo os estava caçando”. 

Broomfield disse que se as pessoas estivessem cientes de que havia perigo, elas teriam sido mais cautelosas ao aceitar caronas, porque algumas das vítimas não eram prostitutas ou viciadas em drogas, mas simplesmente mulheres que estavam esperando por ônibus tarde da noite. 

Broomfield, que conversou com parentes e amigos de Franklin ao produzir o documentário, alega que Cristopher, filho do serial killer, contou que os oficiais estavam quase “gratos” de que o alegado Grim Sleeper havia varrido das ruas algumas das pessoas problemáticas com que eles lidavam quase diariamente. 

Ele acrescentou que no ano e meio em que produziu o documentário, Franklin era descrito como um “pai amável” e quase como um Robin Hood, que consertava carros das pessoas e as comprava máquinas de lavar baratas, caso precisassem. 

Mais cedo no corrente mês, uma mulher conhecida apenas pelo nome “Mo”, revelou que ela poderia ter sido uma das vítimas de Franklin, já que uma de suas fotos foi encontrada em sua casa. 

“Mo” afirmou que ela havia sido forçada a posar nua para Franklin, seu vizinho na época, depois que os dois saíram em um passeio em sua van em 2006. Ela alegou que Franklin havia mostrado outras fotos de mulheres, algumas das quais estavam em poses estranhas, tanto que ela achou que poderiam estar mortas, e então a pediu para posar nua. 

Ela disse que concordou em fazer a fotografia depois que notou uma arma e faca em sua van. 

A imagem apareceu em uma coleção de fotos encontradas pela polícia quando Franklin foi preso em 2010. 

Mo contou ao canal de notícias ABC7 que ela poderia ter sido morta por Franklin, que hoje tem 62 anos. 

Franklin em fotos de quando foi preso. Foto: LA Times.Franklin em fotos de suas passagens pela polícia. Foto: LA Times.

O suspeito de assassinato ganhou o nome de Grim Sleeper depois de, alegadamente, cometer homicídios entre 1985 e 1988, dando uma pausa de 13 anos antes de recomeçar a matança em 2002. 

A polícia prendeu Franklin em julho de 2010, depois que seu DNA foi ligado a mais de uma dúzia de cenas de crimes. 

Eles haviam conectado os crimes, mas não tinham um suspeito até um computador do laboratório criminal rastrear a amostra a um dos parentes de Franklin. A polícia teve acesso às amostras usando um policial disfarçado de ajudante de garçom numa pizzaria, extraindo DNA dos pratos e talheres usados por Franklin. 

Ele irá a julgamento em junho, acusado de 10 assassinatos e uma tentativa de homicídio. 

Broomfield disse que Franklin era popular na área, de acordo com moradores locais. 

Mas eles afirmaram que ele era obcecado com viciadas em crack – se tornando popular com mulheres nos anos 80, durante uma epidemia de crack que varreu Los Angeles. 

Tales of Grim Sleeper foi ao ar no Reino Unido na Sky Atlanticno último dia 30.

Fonte: Daily Mail

Esta matéria teve colaboração de:

Tradução

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categories

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers