“Child 44”, inspirado nos crimes do serial killer Andrei Chikatilo, é banido na Rússia

“Child 44“, escrito por Richard Price com base em um romance de Tom Rob Smith, é a história de um serial killer de crianças à solta na União Soviética...
Andrei Romanovich Chikatilo - Filme

Poster do filme "Child 44".

Poster do filme “Child 44”.

Child 44, escrito por Richard Price com base em um romance de Tom Rob Smith, é a história de um serial killer de crianças à solta na União Soviética pós II Guerra Mundial, um ano antes da morte de Stálin. Tom Hardy interpreta um investigador, cujo trabalho é dificultado por oficiais do governo que pretendem ocultar a ideia de que crimes dessa natureza ocorram no país comunista.

O romance que originou o filme é baseado nos crimes do serial killer Andrei Chikatilo, um dos mais conhecidos e brutais serial killers do século XX, que atuou na União Soviética entre 1978 e 1990 e possui 52 vítimas confirmadas, grande parte delas crianças. Como no filme, o trabalho dos investigadores foi dificultado pela relutância do alto escalão comunista em admitir que havia um serial killer à solta (para eles, assassinato em série era coisa de país capitalista) e pela censura do regime, que impedia a divulgação e troca de informações, o que permitiu que Chikatilo matasse por aproximadamente doze anos sem que a população soubesse.

640[1]

O ator Tom Hardy no papel do investigador à caça de um serial killer de crianças em “Child 44”.

Mas apesar da grande expectativa do mundo em relação ao filme, os russos não gostaram nem um pouco de Child 44. O Ministro da Cultura da Rússia, Vladimir Medinsky, defendeu o banimento do filme um dia antes de sua estreia oficial, em 17 de Abril último, alegando que “filmes como ‘Child 44’ não deveriam ser lançados publicamente em nosso país, arrancando dinheiro de nosso público nos cinemas”. O Ministro acusou o filme de fazer uma “distorção de fatos históricos e tratamento idiossincrático de eventos antes, durante e depois” da II Guerra Mundial. Medinsky também criticou o filme por retratar “falsamente” os horrores do regime de Stálin.

Curioso é o comentário de Pavel Stepanov, presidente da Central Parntership, produtora e distribuidora que agora está impedida de distribuir o filme. Stepanov afirmou: “nós consideramos importante que no futuro seja aumentado o controle estatal sobre a distribuição de filmes com um contexto social significativo”. A declaração é bem clara, demonstrando uma submissão à autoridade estatal de seu país, considerando que Stepanov teria motivos para temer por sua liberdade. Quem entraria numa guerra contra as autoridades russas? Alguém lembrou do político russo anti-Putin Boris Nemtsov assassinado recentemente perto do Kremlin?

A Central Partnership, entretanto, decidiu recorrer da decisão que baniu o filme “Child 44” na Rússia. Considerando as severas críticas de Vladimir Medinsky ao filme, é provável que a película seja bastante editada para se adequar à censura.

O filme tem estreia prevista no Brasil em 21 de maio, com distribuição Paris Filmes. Por aqui, o filme se chamará “Crimes Ocultos”.

Com informações: A.V. Club

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

Deixe o seu comentario:
  • Weslei Silva

    Eita comunismo “gostoso” que acaba até com a liberdade do cidadão de ver um filme…só de pensar que estão fazendo a mesma coisa no Brasil da vontade de surtar.(procure sobre a diminuição de salas para filmes estrangeiros)

DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers