Reportagem Retrô: O Assassino Mysterioso de Dusseldorf

Foi emfim descoberto e preso o vampiro de Dusseldorf. Um acaso, excelentemente aproveitado pela policia, entergou finalmente á justiça a personagem mysteriosa que vinha alarmando o mundo com a sua serie de crimes nefandos
Assassino Mysterioso de Dusseldorf - Foto

“Foi emfim descoberto e preso o vampiro de Dusseldorf. Um acaso, excelentemente aproveitado pela policia, entregou finalmente á justiça a personagem mysteriosa que vinha alarmando o mundo com a sua serie de crimes nefandos.”

[Revista O Cruzeiro]

Reportagem Retrô é uma coluna do blog O Aprendiz Verde que traz reportagens, matérias e artigos antigos publicados em algum lugar do nosso tempo-espaço. Trazer essas matérias é uma forma de resgatarmos o passado e, por um instante, ter um vislumbre daquele registro de época.

A reportagem retrô de hoje foi publicada na revista Cruzeiro, em 05 de Julho de 1930, e noticia a prisão do serial killer alemão Peter Kurten.

Obs.: a notícia foi reproduzida na íntegra, sem correções da grafia da língua portuguesa usada na época. 

Reportagem da Revista Cruzeiro. Data: 5 de Julho de 1930.

Reportagem da Revista Cruzeiro. Data: 5 de Julho de 1930.

O Assassino Mysterioso de Dusseldorf


Publicado na Revista Cruzeiro em 05 de Julho de 1930

Foi emfim descoberto e preso o vampiro de Dusseldorf. Um acaso, excelentemente aproveitado pela policia, entregou finalmente á justiça a personagem mysteriosa que vinha alarmando o mundo com a sua serie de crimes nefandos, cujas victimas eram systematicamente indefesas raparigas ceifadas, na flor dos annos, por aquella mão terrivel e desconhecida.

É longa a esteira dos seus crimes: Rosa, Gertrude, Elisabeth, Maria, Ida, muitas outras cujos nomes o proprio bandido confessou ignorar, tombaram em circumstancias tragicamente mysteriosas, feridas por esse degenerado, por esse louco, que escolhia para as suas insidias as trèvas da noite.

A última victima, Gertrude Shulten, havendo por milagre escapado á sanha do criminoso, foi quem forneceu á policia, involuntariamente, por uma carta mal endereçada e aberto nos correios, os elementos para a captura do assassino.

Chama-se este Peter Kurten. É um cocheiro que já vinha sendo alvo da desconfiança dos detectives. Residia numa agua furtada do número 71 da Mettamanstrasse e estava separado da mulher. Doze agentes de policia o prenderam numa praça publica, em que elle emprazára uma entrevista com a esposa.

Perante as autoridades, Kuerthen confessou tudo, com o cynismo dos criminosos frios. “Sou eu o único culpado. Que caia unicamente sobre mim toda a responsabilidade desses crimes” declarou elle.

Nota do Aprendiz: Fundado por Assis Chateaubriand (também fundador da primeira emissora de TV do Brasil, a TV Tupi), a revista Cruzeiro foi a principal revista ilustrada do Brasil na primeira metade do século 20. Sua primeira edição foi publicada em 1928. A revista parou de ser publicada em julho de 1975.

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Dupla Identidade – Bruno Gagliasso

Glória Perez

Ilana Casoy

OAV TV

OAV TV

Queremos Você!

Queremos Você!

Siga-nos no Twitter

Siga-nos no Facebook!

21 Anos de Arquivo-X

20 Anos da Execução de Andrei Chikatilo

20 Anos da Execução de John Wayne Gacy

O nascimento de um serial killer

Categorias

Contribua com O Aprendiz Verde!

Bate-Papo

Blogs Brasil

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers