Serhiy Tkach: morre na Ucrânia um dos piores serial killers da ex-União Soviética

Um prisioneiro modelo, calmo, que não causava problemas para a administração da penitenciária de segurança máxima Número 8 de Zhytomyr, Ucrânia. Vivendo sozinho em uma cela de prisão, o...
Serhiy Tkach
Entrevistado para um documentário da Netflix, o serial killer russo Serhiy Tkach foi mantido dentro de uma jaula de metal.

Entrevistado para um documentário da Netflix, o serial killer russo Serhiy Tkach foi mantido dentro de uma jaula de metal.

Um prisioneiro modelo, calmo, que não causava problemas para a administração da penitenciária de segurança máxima Número 8 de Zhytomyr, Ucrânia. Vivendo sozinho em uma cela de prisão, o russo Serhiy Fedorovich Tkach, 66 anos, passava tranquilamente seus dias após ser condenado à prisão perpétua.

Casado, pai de família, ex-soldado do exército soviético e ex-investigador de polícia, em agosto de 2005 Tkach foi desmascarado como um dos piores serial killers da história da Ucrânia.

Enquanto não estava forjando sua vida como homem de família e trabalhador, o Maníaco de Pavlogrado matava crianças e adolescentes em florestas que rodeavam estações de trem. Mas ele também matava em outros lugares sempre que tinha a oportunidade. Gostava de levar a calcinha da vítima como lembrança. Sendo um ex-policial, Tkach era quase perfeito, não deixando evidências para trás. Para não deixar vestígios biológicos, ele usava preservativo nos estupros, e manteve um diário onde anotava os detalhes de cada crime. “Esperei vocês por 25 anos“, disse ele quando policiais bateram em sua porta. Tkach confessou o assassinato de mais de 100 mulheres e crianças, mas apenas 37 puderam ser confirmados com provas. 

Serhiy Tkach, um dos mais perversos assassinos em série do leste europeu, faleceu no último dia 4 de novembro de ataque cardíaco. “Quando ele passou mal, às 15h, ligamos para uma ambulância. Ele estava com a pressão muito baixa e às 19h ele já estava morto“, disse o chefe do presídio, Konstantin Shelovksy.

Maníaco casou na prisão com admiradora


Em 2018, Tkach ficou mundialmente conhecido quando foi mostrado no documentário da Netflix, “Inside the World’s Toughest Prisons”, no qual aparecia com sua esposa Elena, 40 anos mais nova. Após ver uma entrevista do serial killer na TV ucraniana, Elena se apaixonou por ele e passou a enviar cartas para o maníaco. Eles se casaram na cadeia e tiveram uma filha.

Mas assim como Sondra London, parece que o amor foi embora. O serial killer foi enterrado no dia 7 de novembro no cemitério da prisão após nenhum parente reclamar o corpo. Autoridades ucranianas tentaram também contato com Elena, já que Tkach era seu marido e pai de sua filha, mas a moça simplesmente desapareceu e seu paradeiro é desconhecido.

Abaixo um programa da TV russa entrevista Elena. Dentre os convidados está a psiquiatra criminal Olga Bukhanovsky, filha do lendário psiquiatra russo Alexander Bukhanovsky, famoso por ter ajudado na captura do serial killer Andrei Chikatilo.

  • Não deixe de ler:

Com informações: Unian

Universo DarkSide – os melhores livros sobre serial killers e psicopatas

http://www.darksidebooks.com.br/category/crime-scene/

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

OAV TV

OAV TV

Queremos você!

Queremos Você!

O Aprendiz Verde no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

Siga-nos no Twitter

As últimas notícias

Categorias

Receba nosso conteúdo no WP
Receba nosso conteúdo no WP