Kamruzzaman Sarkar: serial killer conhecido como “homem da corrente” é condenado à morte na Índia

O serial killer conhecido como “homem da corrente”, Kamruzzaman Sarkar, acusado de estuprar e matar pelo menos 10 mulheres entre 2016 e 2019, foi condenado à morte por enforcamento...

O serial killer conhecido como “homem da corrente”, Kamruzzaman Sarkar, acusado de estuprar e matar pelo menos 10 mulheres entre 2016 e 2019, foi condenado à morte por enforcamento no último dia 6 de julho.

Kamruzzaman Sarkar foi julgado em um tribunal em Bengala, na Índia, pelo estupro e assassinato de uma estudante no distrito de Purba Bardhaman. O juiz distrital do tribunal de Kalna, Tapan Kumar Mondal, pronunciou a sentença.

Kamruzzaman também está sendo julgado em outros cinco tribunais. São 15 casos em dois distritos – East Burdwan e Hooghly. Dois casos de estupro e assassinato, sete casos de assassinato e seis casos de tentativa de assassinato. As vítimas tinham entre 16 e 75 anos. Em alguns casos, ele também foi acusado de roubar as mulheres. Os crimes ocorreram entre 2015 e 2019, ano da sua prisão.

O serial killer foi preso na cidade de Kalna, no distrito de Purba Bardhaman, em junho do ano passado.

O homem de 42 anos, vestido com roupas da moda, entrava nas casas sob o pretexto de fazer leituras no medidor de eletricidade e, em seguida, atacava as mulheres com uma corrente de bicicleta e uma barra de ferro, de acordo com a acusação. Os atos geralmente aconteciam à tarde e ele tinha preferência por mulheres que viviam ou estavam sozinhas. Algumas conseguiram escapar dos ataques do criminoso.

A corrente e barra de ferro usadas pelo assassino para atacar suas vítimas. Foto: Kolkata 24×7.

De acordo com fontes policiais, apesar de fugir com alguns objetos de valor das casas de suas vítimas, o roubo não era o grande motivo dos crimes. Assassinar as mulheres parecia ser o principal alvo de Kamruzzaman.

A polícia relata que o assassino, casado e pai de três filhos, ainda teria inserido materiais afiados nos genitais de algumas de suas vítimas após as suas mortes.

Ele foi capturado após a polícia compartilhar entre delegacias imagens de câmeras de segurança de um suspeito usando um capacete vermelho e pilotando uma moto vermelha. Após a divulgação, Sarkar foi apreendido em uma blitz.

Sarkar é suspeito de ter matado uma mulher da área de Anukhal em 27 de janeiro do ano passado, segundo a polícia. Em 4 de abril de 2019, duas mulheres foram mortas poucas horas uma da outra. As mortes ocorreram na área da delegacia de Memari, em Purba Bardhaman. Outra mulher de Memari também foi morta da mesma maneira, segundo a polícia.

Uma mulher chamada Swarupa Bibi, de Rongpara, conseguiu escapar de um ataque semelhante. Ela foi atacada por trás com uma corrente de bicicleta, mas conseguiu fugir do agressor e acionar a polícia.

O interrogatório do suspeito revelou que sua superstição foi o motivo da sua prisão: segundo a polícia, um astrólogo havia dito a Sarkar que vermelho era sua cor da sorte, o que fez com que ele continuasse a utilizar a mesma moto e capacete mesmo depois de algumas vítimas conseguirem escapar com vida.

O advogado de Sarkar disse que um recurso será apresentado ao Supremo Tribunal de Calcutá, contestando a condenação e a sentença.

Fontes consultadas: Hindustan Times; Telegraph India; Zee Neews; Kolkata 24×7.

Por:


Mariana
Texto

Glenda
Revisão

Marcus Santana
Revisão

Universo DarkSide – os melhores livros sobre serial killers e psicopatas

http://www.darksidebooks.com.br/category/crime-scene/

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV TV

OAV TV

Queremos você!

Queremos Você!

O Aprendiz Verde no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

Siga-nos no Twitter

As últimas notícias

Categorias

× Receba nosso conteúdo no WP