Kieran Kelly: novo livro traz mais evidências de que irlandês realmente era um serial killer

A surpreendente revelação de que esqueletos foram desenterrados de uma antiga casa na Irlanda de um assassino condenado em Londres promete trazer uma nova atenção para Kieran Kelly. A...

O ex-investigador de polícia Geoff Platt foi o primeiro a escrever sobre o irlandês Kieran Kelly em 2015. Quatro anos depois, outro livro traz fatos novos sobre o suspeito de ser um serial killer.

A surpreendente revelação de que esqueletos foram desenterrados de uma antiga casa na Irlanda de um assassino condenado em Londres promete trazer uma nova atenção para Kieran Kelly.

A arrepiante descoberta na antiga casa de Kelly em Rathdowney, Condado de Laois, foi feita em 1993, mas ninguém sabia, até que 25 anos depois alguém revelou o fato ao escritor e jornalista Robert Mulhern, que pesquisava sobre Kelly para um livro.

Esta descoberta está incluída em The Secret Serial Killer (O Serial Killer Secreto, em tradução literal), lançado esta semana. E tem mais, o autor confirma uma afirmação feita um por ex-investigador: a de que Kieran Kelly pode ter matado até 31 pessoas.

Ex-repórter da BBC e da RTÉ, o também irlandês Mulhern disse ao The Irish Post que:

“O caso Kieran Kelly é uma das mais atraentes e intrigantes histórias de crime que você provavelmente não conhece”.

Confissões


Kelly morreu na prisão em Durham, Inglaterra, em 2001, após ser condenado em 1984 pelos assassinatos de Hector Fisher e William Boyd, este estrangulado com um par de meias amarradas dentro de uma cela de prisão.

Como o assassino, ambas as vítimas eram pessoas em situação de rua, alcoólatras, que viviam vidas transitórias nos parques ao sul de Londres.

Mas ao ser questionado sobre o assassinato de Boyd, Kelly abertamente confessou mais de 10 assassinatos cometidos por envenenamento, espancamento ou atirando as vítimas na frente de trens no metrô de Londres.

Em 2015, o ex-policial Geoff Platt – que recebeu uma homenagem pela investigação original de Kelly – afirmou que o irlandês poderia ser responsável por até 31 assassinatos. Ele escreveu um livro sobre o caso, The London Underground Serial Killer (2015).

“Ele estava intenso, cheio de adrenalina, testosterona, excitado. Você podia ver isso nos olhos dele. Ele estava orgulhoso do assassinato e quando fomos falar ele confessou ter matado outras 16 pessoas”.

[Geoff Platt]

As alegações – assim como a sugestão de Platt de que a matança foi acobertada pelo governo britânico – levaram o então Comissário da Polícia Metropolitana, Sir Bernard Hogan-Howe, a se comprometer a revisitar a investigação. Mas nada foi feito.

Agora, com as alegações de Platt e as novas evidências trazidas por Mulhern em seu livro, a narrativa oficial do caso Kelly ficou na berlinda.

Kelly


Kieran Kelly foi tema de um premiado documentário em formato de podcast da RTÉ em 2016, “Anatomia de um Assassino em Série Irlandês” examina o “assassino homossexual cujas ações o levou a ser conhecido como o Assassino em Série do Metrô de Londres“. O podcast foi produzido pelo próprio Mulhern.

“Kelly era um operário irlandês condenado por dois assassinatos, mas cuja confissão mais ampla de uma onda de 30 anos de assassinatos permaneceu em segredo por décadas. Evidências vieram à luz nos últimos meses e dramaticamente convencem de que Kelly matou mais de duas pessoas.”

[Robert Mulhern]

The Secret Serial Killer é a análise independente mais profunda do caso Kelly feita até hoje. Mulhern examinou centenas de páginas dos registros policiais e quanto mais se aprofundava mais intrigante e misterioso o caso se tornou.

Descrito como “envolvente e bem pesquisado” pela Publisher’s Weekly, seus três anos de trabalho no livro o levou das barulhentas ruas de Londres à bucólica e intimista Irlanda rural, em busca de testemunhas e novas pistas para descobrir toda a verdade de Kieran Kelly.

No caminho, ele conseguiu informações do alto escalão do sistema judicial britânico, mas também enfrentou o silêncio ensurdecedor de autoridades, além de conversar com aqueles que conheciam Kieran Kelly.

Arquivos de casos (incluindo uma carta de apelação de Kelly, à esquerda) foram examinados e testemunhas ouvidas para o novo livro. Foto: The Irish Post.

A seguir, as palavras do autor, Robert Mulhern, para a RTÉ Culture.

Um serial killer irlandês?


Eu fiquei sabendo sobre a história de Kieran Kelly em 2015, após a dica de um membro do documentário On One da rádio RTÉ. Moro e trabalho em Londres desde 2008, relatando principalmente histórias de relevância irlandesa. E naquele verão de 2015, a notícia de que um assassino nascido na Irlanda tinha vivido 30 anos de uma fúria assassina ganhou as manchetes de todo o mundo.

As alegações foram feitas por um ex-oficial da Polícia Metropolitana, Geoff Platt, que acusou publicamente o governo britânico de encobrir a maior parte dos crimes de Kelly. Platt foi visto como uma testemunha credível tendo trabalhado no caso que levou o irlandês a ser condenado pela morte de duas pessoas – uma em um assassinato, e o outra em um homicídio culposo, em Old Bailey, Londres, em 1984-1985. No entanto, o ex-policial disse que Kelly cometeu muito mais assassinatos – mais 29 para ser exato.

Em 2016, Kelly foi o tema de um documentário da RTE que produzi – Anatomia de um assassino em série irlandês, que foi o culminar de uma investigação de 18 meses sobre os crimes do nativo de Rathdowney – produzido por Ronan Kelly e Liam O’Brien.

Havia tanta história que era impossível documentar tudo em apenas 40 minutos, de modo que em janeiro de 2017, eu comecei a escrever The Secret Serial Killer, que estará à venda no Reino Unido e Irlanda esta semana.

No documentário da rádio, decidimos determinar se esses assassinatos adicionais aconteceram e The Secret Serial Killer continuou a avançar essa pesquisa, desenterrando outras testemunhas que ofereceram novas e convincentes narrativas.

Minha investigação pessoal sobre os crimes de Kelly é agora um projeto de três anos. Isso também rendeu um documentário da Netflix disponível nos Estados Unidos chamado: Inside the Mind of a Serial Killer (temporada 2, episódio 2).

Mas, assim como desenterrou testemunhos, o condado de Laois reinventou a identidade de Kelly, de um carismático galanteador a um assassino dirigido por impulsos sombrios.

Esses impulsos levaram-no a matar e tentar matar homens vulneráveis e alimentados por drogas nos parques do sul de Londres entre 1953 e 1983.

O livro me deu a oportunidade de revelar os detalhes desses crimes – os assassinatos que Kelly foi condenado e absolvido, e os outros que supostamente cometeu.

As vítimas de Kelly eram esfaqueadas, espancadas, estranguladas, envenenadas e, em mais de uma ocasião, atiradas em frente aos trens do metrô de Londres.

Título: The Secret Serial Killer

Autor: Robert Mulhern

Editora: Pen and Sword True Crime

Páginas: 200

Sinopse: Na noite de 21 de agosto de 1983, detetives da Metropolitan Police correram para as celas da Delegacia de Polícia de Clpham para encontrar um prisioneiro morto e seu colega de cela sentado de pernas cruzadas, quieto no canto. Kieran Kelly, um trabalhador da Irlanda, rapidamente confessou ter estrangulado o prisioneiro – e depois surpreendeu os oficiais ao confessar dezenas de assassinatos não resolvidos e não registrados nos últimos 30 anos. Os detetives acreditavam que estavam na presença do mais prolífico assassino em série da Grã-Bretanha, mas Kelly foi condenado em apenas duas admissões e sua história passou despercebida até 2015, quando um ex-policial que trabalhou no caso alegou que os crimes do assassinos foram encobertos pelo governo britânico. Estrangulamentos, assassinatos no metrô de Londres, uma revisão da Metropolitan Police – enquanto os elementos da história chicoteavam na mídia internacional em frenesi, o jornalista Robert Mulhern partiu para uma busca metódica pela verdade, tendo como pano de fundo uma contagem de corpos cada vez maior. Poderia Kieran Kelly realmente ter assassinado 31 vezes?

Fontes consultadas: [1] London Underground Serial Killer Kiernan Kelly ‘Murdered 16 People By Pushing Them Onto Tube Tracks’ – The Huffington Post; [2] New book throws up surprise twists in case of Kieran Kelly, Irishman reputed to have killed 31 people – The Irish Post;

Universo DarkSide – os melhores livros sobre serial killers e psicopatas

http://www.darksidebooks.com.br/category/crime-scene/

Colaboração de:


Curta O Aprendiz Verde No Facebook

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:
DarkSide Books

RELACIONADOS

OAV TV

OAV TV

Queremos você!

Queremos Você!

O Aprendiz Verde no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

Siga-nos no Twitter

As últimas notícias

Categorias

× Receba nosso conteúdo no WP