Charles Gary Sullivan: suposto serial killer ligado a três assassinatos nos anos 1970 se declara inocente

Charles Gary Sullivan, um chaveiro e encanador aposentado de 73 anos e natural do Arizona, se declarou inocente em uma audiência realizada em Reno, Nevada, onde está sendo processado...

Segundo os registros públicos, Charles Gary Sullivan trabalhou como chaveiro e encanador durante os anos 1990, e vivia numa cabana isolada com sua esposa, no Arizona. Créditos da imagem: Washoe County Sheriff’s Office.

Charles Gary Sullivan, um chaveiro e encanador aposentado de 73 anos e natural do Arizona, se declarou inocente em uma audiência realizada em Reno, Nevada, onde está sendo processado pelo assassinato de Julia Woodward, ocorrido em 1979. O julgamento está marcado para janeiro de 2021.

Charles, que foi condenado em 2008 por cárcere privado em outro caso, foi extraditado para Nevada no ano passado, depois que os investigadores descobriram evidências de DNA que supostamente o ligariam ao assassinato de Julia, que foi vista pela última vez em San Carlos, Califórnia, em 01 de fevereiro de 1979.

Julia tinha deixado San Francisco naquele mesmo dia em um avião, com a intenção de procurar emprego em Reno ou Lake Tahoe. Seu corpo decomposto foi encontrado em 25 de março, em uma região isolada 25 quilômetros ao norte de Reno.

Julia Woodward desapareceu pouco depois de se mudar para Reno, em 1979. Seu corpo foi encontrado cerca de um mês depois, em uma cova rasa no deserto, nas imediações de Lemmon Valley. Créditos da imagem: Washoe County Sheriff’s Office.

Segundo os investigadores, as pernas de Julia foram imobilizadas com presilhas plásticas, e ela foi golpeada até a morte com uma pedra. Eles também observaram que os olhos dela foram cobertos com band-aids e um pano foi utilizado para amordaçá-la. As roupas íntimas da vítima foram levadas pelo assassino, mas havia sêmen na calça dela. O material genético foi ligado a Charles através de um exame de DNA.

Durante buscas realizadas na casa de Charles, a polícia encontrou vasto material porngráfico envolvendo bondage. Ainda segundo as autoridades, as imagens apreendidas no computador de Charles mostram cenas de abuso sexual com mulheres amarradas, amordaçadas e vendadas.

“Inúmeras pesquisas e imagens de pornografia de bondage, nas quais mulheres são amarradas, amordaçadas e/ou vendadas enquanto participam de atos sexuais”, afirmam os promotores. “Em outras palavras, a evidência relacionada ao uso do computador do acusado é exatamente o tipo de evidência que alguém espera encontrar no computador de um homem que rapta, amarra, venda, amordaça, estupra e mata mulheres.”

O DNA de Charles foi coletado depois de ele ser preso em 2007 no Condado de Nevada, Califórnia, e acusado ter sequestrado uma mulher de 25 anos de Eureka, California, utilizando uma arma. De acordo com a vítima, ela o conheceu após lhe pedir carona na Highway 20 no Condado de Nevada. Charles se ofereceu para levá-la até Nevada City.

Segundo a vítima, ela aceitou o convite para conhecer uma mina de turquesa perto de Bowman Lake. Enquanto desciam uma trilha, ela parou para amarrar o cadarço e foi quando Charles a agarrou pelo ombro, apontando uma arma para a cabeça dela. Charles a forçou a deitar no chão e imobilizou seus pulsos e tornozelos utilizando presilhas plásticas. Charles disse que ela não devia olhar para o rosto dele, e que a única coisa envolvida era sexo.

“Vamos passar alguns dias nos divertindo por aqui”.

Quando Charles foi até sua van buscar um cobertor, a vítima conseguiu partir as presilhas dos tornozelos e correu até conseguir uma carona com dois homens que viajavam em um jipe, onde lhes contou que um homem armado estava tentando matá-la. Os homens declararam que a vítima aparentava estar “muito agitada, muito assustada”, e tinha presilhas nos pulsos. Ela também estava descalça.

Durante o julgamento, Charles alegou que as presilhas pertenciam à mulher e que ela havia planejado o encontro, mas ao final foi condenado por cárcere privado e ameaça e sentenciado a uma pena de três anos e oito meses na prisão estadual.

A descrição feita pela vítima do modo como Charles tentou imobilizá-la e a maneira como o corpo de Julia foi encontrado levaram os investigadores a acreditar que ele pode estar envolvido em outros assassinatos não resolvidos nos quais mulheres foram amarradas e amordaçadas de modo parecido. Charles pode ter sido responsável pelas mortes de duas outras jovens na região de Reno e Tahoe no final dos anos 1970 – Jeannie Smith, de 17 anos, e Linda Taylor, de 23 anos.

Jeannie trabalhava como garçonete em um cassino em Reno, e foi vista pela última vez em Reno no dia 27 de outubro de 1978. Seu corpo foi encontrado a menos de 2 quilômetros de distância, na mesma região onde o corpo de Julia foi encontrado. Os olhos de Jeannie foram cobertos com bandagens elásticas, seus pés estavam enrolados com fita adesiva e havia um lenço em seu pescoço, que foi usado para amordaçá-la. Segundo os legistas, havia indícios de violência sexual e ela estava morta havia pelo menos uma semana.

Jeannie Smith foi vista pela última vez em 28 de outubro de 1978, no Circus-Circus Hotel. Seu corpo foi encontrado a menos de 2 quilômetros do corpo de Julia, no mesmo ano. Créditos da imagem: Washoe County Sheriff’s Office.

“O zíper do jeans dela foi aberto à força”, segundo os investigadores. “As roupas de Jeannie, bem como outras roupas, fitas e cordas, foram encontradas num raio de 9 metros ao redor do corpo… como no caso de Julie, suas roupas íntimas e documentos estavam desaparecidos.”

O caso de Linda Taylor, que também trabalhava em um cassino como bartender, é um pouco diferente. Ela desapareceu em março de 1979 e seu corpo nunca foi encontrado.

Uma das últimas pessoas a ver Linda Taylor com vida era um jovem barbudo que ela conheceu no Fist National Bank, em Reno. Após o desaparecimento de Linda, o homem raspou a barba, abandonou seu emprego como chaveiro e deixou a cidade.

Fonte consultada: Suspected serial killer, 73, linked to three cold case deaths from more than 40 years ago ‘had pornographic material that matched the murder scenes showing women bound, gagged and blindfolded while being assaulted’, investigators reveal. Daily Mirror.

Por:


Marcus Santana
Texto

Universo DarkSide – os melhores livros sobre serial killers e psicopatas

http://www.darksidebooks.com.br/category/crime-scene/

Curta O Aprendiz Verde No Facebook

Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV TV

OAV TV

Queremos você!

Queremos Você!

O Aprendiz Verde no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

Siga-nos no Twitter

As últimas notícias

Categorias

× Receba nosso conteúdo no WP